Argiloterapia 06/02/2018 17:44

 

A argila é extraída do solo e composta por diversos oligoelementos extremamente benéficos para nossa saúde e beleza.

São minerais como zinco, cálcio, potássio, ferro e outros, que a faz as argilas promovem uma limpeza mais profunda na superfície da pele, agindo diretamente nos poros para remover os resíduos acumulados com o tempo.

Apesar disso, a escolha da coloração da argila a ser utilizada, vai depender das características da pele de cada pessoa:

Argila verde: Para pele oleosa e acneica. A mais terapêutica entre os tipos de argila. 

tem ação adstringente, reduzindo o excesso de oleosidade da pele;

efeito calmante, eliminando bactérias, inflamações e inchaço.

é revitalizante e cicatrizante;

previne futuras infecções, pois tem propriedades antissépticas;

Aplicada como tratamento corporal é bastante eficaz para desentoxicação do fígado, vesícula biliar e demais funções digestivas.

 

Argila branca: Para peles secas e mais maduras

Clarear e absorver oleosidade sem desidratar;

Suavizar; cicatrizar; catalisar reações metabólicas do organismo.

Efetivo tratamento de manchas, tornando a pele uniforme.

 

Argila Preta: É a mais completa.

A argila preta tem grandes concentrações de argilas verde, branca e vermelha. 

É retirada de grandes profundidades na terra. Rica em silício e alumínio ela é usada para tratamentos de saúde ou de estética.

Tem a capacidade de absorção e troca de temperatura, tornando-a revitalizante, analgésica, catalisadora e desodorante.

As máscaras com argila preta são especialmente usadas para limpar a pele, eliminar toxinas e tonificá-la.

Devido à sua capacidade de melhorar a circulação sanguínea periférica, favorece a renovação celular. Efeito tensor.

No corpo são eficientes para atenuar estrias e tratar celulites e gorduras localizadas.

Desenvolvido por: